Mudar o mundo ou mudar meu mundo?


O que é mais fácil e imediato? Remover uma enorme pedra do caminho ou remover uma pequena pedra no sapato?

Enquanto grandes mudanças no mundo ao nosso redor - como a democracia - nos permitiram melhorar muito a qualidade das nossas vidas, são as pequenas mudanças, aquelas feitas na esfera pessoal, que realmente nos trazem resultados.

Devemos lutar pelas grandes coisas sim, mas aos poucos, com calma, sabendo que coisas grandes também são lentas e pesadas. Existem lutas de hoje que só terão seu efeito em cem anos - e ainda valem a pena lutar.

E o que vale mais ainda são as mudanças internas: essas tem impacto direto e imediato nas nossas vidas e também mudam o ambiente ao redor. 

Mudando o Meu Mundo

 

O fato é que todos temos tempo, saúde, disposição, capacidade de inteligência e vivemos em um país que garante nossa liberdade básica de progredir individualmente.

É como se cada um de nós, todas as manhãs, ganhasse uma belíssima rosca coberta com chocolate e confeitos.

Alguns de nós vai comer ela toda, alguns uma parte, mas a maioria vai ficar olhando para o vazio no meio dela e se perguntando: por que não tem nada?

Sim, vivemos em um país que nos dá liberdade, mas ao mesmo tempo em uma sociedade que só liberta mesmo aos bravos, audaciosos e corajosos.

O meu ponto aqui, hoje, é reforçar o que conversamos na live sobre Tabus da Sociedade: existe uma linha fina entre a moralidade social e a felicidade e é importante que ela seja vista com clareza!

Enquanto muitas coisas que conquistamos como sociedade devem ser mantidas com unhas e dentes, como a valorização da vida humana, outras precisam ser derrubadas com força, como a superioridade masculina mas algumas delas podem - e devem - ser simplesmente ludibriadas.

Uma Pequena Contravenção

Quando eu finalmente entendi que o amor livre era pegar o melhor do casamento e o melhor da vida solteira, jogar fora as partes ruins e bater no liquidificador eu me senti iluminado. 

Imagina viver com alguém pra amar para o resto da vida, mas ao mesmo tempo poder ter outros amores? Cair na balada, virar a noite na rua, beijando e curtindo, e chegar em casa e encontrar uma família feliz? Ser uma pessoa séria e responsável e ainda manter os amigos de festa?

Logo eu quis que o mundo soubesse que isso era possível. Saí por aí gritando à plenos pulmões que estavam jogando suas vidas fora, que podiam ser todos mais felizes. Mas não fui ouvido. Não só isso: fui ameaçado e escorraçado. 

Por que? Como pode alguém chegar com as mais belas novas sobre a felicidade e ser crucificado desse jeito?

Penso que minha analogia já te deu uma ideia.

Nesse momento entendi o valor da pequena contravenção. Se como eu vivo não prejudica ninguém, não vale a pena tentar remover uma grande pedra.

A felicidade dos outros só pertence aos outros mesmo.

Vale sim, e muito, remover a pedrinha no meu sapato e seguir minha caminhada ao redor da pedra.

E eis a hipocrisia

- ah, porque o fulano é evangélico mas come a vizinha... 

A não ser que você esteja em um relacionamento monogâmico com um dos dois, deixe eles em paz

Não se meta na vida dos outros. E aprenda a ter sua própria hipocrisia com a consciência limpa. O funcionamento da nossa sociedade depende de algumas moralidades bem atrasadas, algumas quase trogloditas, mas ninguém é de fato impedido de fazer as coisas diferentes!

Não perca seu tempo cuidando da vida alheia. Vá comer a vizinha você também! O que seria do sertanejo universitário sem isso? Chifres são coisas da sua cabeça!

 

 

 


3 comentários


  • Maria Rosana Fernandes

    Perguntei ao meu orientador espiritual
    - como caminhar em.meio de tantas pedras? Ele , tire o calçado sinta as pedra e caminhara sem duvidas nem.medo…
    Perguntei e as muralhas como enfrentar? – seja tambem uma muralha e logo sabera como derrubar.
    Falar do ser humano ainda e uma utopia, onde sua sabedoria esta em um livro sagrado que ainda nao foi lido….
    Falar em vidas ,justiças e criação hunana !… e como quere alcançar o limite do universo…
    Eu vivo e conheço porque vc me pergunta … minha resposta fara vc duvidar, acreditar mas sua sabedoria vai prevalesser…
    Saber se estou certa? Não sei nem vc sabe , mas enquanto tivermos boms resultados podemos brindar como vitorias.


  • Maria Rosana Fernandes

    Perguntei ao meu orientador espiritual
    - como caminhar em.meio de tantas pedras? Ele , tire o calçado sinta as pedra e caminhara sem duvidas nem.medo…
    Perguntei e as muralhas como enfrentar? – seja tambem uma muralha e logo sabera como derrubar.
    Falar do ser humano ainda e uma utopia, onde sua sabedoria esta em um livro sagrado que ainda nao foi lido….
    Falar em vidas ,justiças e criação hunana !… e como quere alcançar o limite do universo…
    Eu vivo e conheço porque vc me pergunta … minha resposta fara vc duvidar, acreditar mas sua sabedoria vai prevalesser…
    Saber se estou certa? Não sei nem vc sabe , mas enquanto tivermos boms resultados podemos brindar como vitorias.


  • Ivan Carlos Ferreira

    Parabéns pelas palavras. Devemos viver para sermos felizes… Entre a razão e a felicidade, fico com a felicidade.
    Se algo custa-me a paz, isso não é bom.


Deixe um comentário